O que não se discute

/
24 Comments
"Segundo o dicionário, discussão designa examinar, investigar, atendendo às provas e razões pró e contra, bem como questionar e contestar. Portanto, discutir vai muito além do pôr contra a parede, significa pensar sobre determinado assunto, analisando suas falhas e virtudes."




    Certas coisas não discutem. Essa afirmação é uma delas. Gosto, por exemplo, não se discute. Eu tenho o meu, você tem o seu, o Fenômeno tem o dele. Até aí tudo bem. Mas, me diga você, o que é discutir?    
    Segundo o dicionário, discussão designa examinar, investigar, atendendo às provas e razões pró e contra, bem como questionar e contestar. Portanto, discutir vai muito além do pôr contra a parede, significa pensar sobre determinado assunto, analisando suas falhas e virtudes. Neste caso, gosto não se discute quando o sujeito é determinado e está fora de nossas próprias vidas. Porque João gosta do verde, Maria aprecia sorvete de creme ou o motivo de Rosa preferir meninas do que meninos, isso meus caros, não se põe em mesa. Gosto, de fato, não se discute: se respeita.
    Política, por outro lado, se discute sim. Ideias diferentes, intenções diferentes, ambições diferentes. Quase tudo se encaixa no conceito supracitado de gosto. Porém, neste caso, o sujeito influencia diretamente no rumo das nossas vidas. Se não questionarmos, anularemos, nós mesmos, o nosso futuro.
    Já a religião é um clássico do aquilo-que-não-se-discute. Será que não se discute mesmo? A fé não se discute. No que você acredita não se discute. Tudo isso é pessoal e intransferível, não cabe a mais ninguém. Mas a religião, essa sim é passível de discussão. Por que não seria? O conjunto de doutrinas religiosas também pode ser questionado e estudado, devendo ser baseado no respeito, por mais que não concordemos com determinadas crenças. 
    É imprescindível estudar, conversar, examinar e debater um determinado assunto para diminuirmos a distância da realidade. Viveremos sempre às cegas na política do não-se-discute. E acrescento: gosto apenas não deve ser discutido se não houver influência direta na nossa vida. Se o interesse for o nosso, este sim, pode e deve ser discutido. Não há nada de errado em mudar de opinião. Pior mesmo é gastar uma vida acorrentado às inflexíveis verdades universais.




You may also like

24 comentários:

  1. Ah, post simplesmente fantástico! O modo como você argumentou a respeito da definição de discussão e dos temas passíveis de discussão, em meu humilde entendimento, foi perfeito!... Parabéns por colocar assuntos desse nível no blog... Abraço amigo, super semana pra você!...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei, muito obrigada pelo elogio :)
      Me deixa extremamente feliz que você tenha gostado!
      Beijão

      Excluir
  2. eu acho que tudo pode se ter um pequeno debate saudavel, mas nem todo mundo é legal para tal discussao e acaba levando algumas coisas pro lado pessoal né

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já vi uma pá de gente quebrando barraco, especialmente quando o assunto é religião. Acho que cada um deve fazer o seu e respeitar o do outro, desde que não influencie diretamente a sua vida. Fazer o que né, rs.

      Excluir
  3. Haa Vivian eu adorei o tema.
    A discussão sabia não só abre a mente como também trás ensinamentos.

    Beijos meus e uma semana cheia de paz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso aí, Bandys, disse tudo!
      Beijão e ótima semana, mocinha
      :**

      Excluir
  4. Super interessante esse tema discutido aqui, Vivian rs

    Pra te falar a verdade, acredito sim que TUDO se discute. Tudo é questionável. Exemplo. Eu gosto de verde, mas posso passar a preferir o vermelho com base em uma 'discussão' sobre o assunto. Gosto de análises, de opiniões. Tenho as minhas e gosto de expô-las, mas aprecio as dos demais, mesmo que talvez sejam divergentes das minhas.

    Adoro um bom debate! rs

    beijos,beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso aí! Existe hoje uma política do não-se-discute em torno de assuntos, que na minha opinião, podem e devem ser discutidos. Quanto mais discutido for, mais nossos olhos se abrirão, não é mesmo?
      Beijão!!

      Excluir
  5. As vezes é necessário discutir com a gente mesma eheheheh... O debate sempre vale a pena, nos faz evoluir!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aline, é exatamente isso que eu penso!
      De vez em quando travo batalhas comigo mesma kkkk
      Beijão

      Excluir
  6. Olá,
    Tudo é discutível, basta que se tenha vontade, tolerância e paciência para aceitar as diferenças e escolhas.
    Talvez o termo deva ser substituído pela palavra diálogo.
    No mais, é alienação e preguiça mental.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  7. Algumas discussões nem é bom começar, ainda mais com pessoas radicais. Além de política e religião, aprendi a não discutir com Beatlemaníacos :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkk eu nunca tinha pensado nisso! Existem fãs que são capazes de dar na nossa cara.

      Excluir
  8. Discussão não é exatamente está brigando. Discutir é colocar em pauta um determinado tema e argumentar sobre o assunto, respeitando as opiniões alheias. Obviamente por falta de concordância as vezes passe de discussão para briga.
    O que a Aline comentou também concordo.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo, discussão é argumentar e questionar um assunto. Certas pessoas não conseguem conviver com isso e partem pra agressão.
      Beijão!

      Excluir
  9. Também acho que algumas coisas que dizemos não discutíveis são sim discutíveis. É bom discutir algumas coisas, principalmente politica e religião, pra não acabar sendo enganado por certas pessoas...

    ResponderExcluir
  10. Porque o conteúdo é muito mais lindo :)
    Participe quando quiser, beijos Vivian!

    ResponderExcluir
  11. Muito bom texto Vivian, concordo contigo quanto a questão da religião... fé não se discute, religião sim. Talvez seja por isso que ela desencadeie tantos conflitos não é?

    ResponderExcluir
  12. num campo prático, acho que tudo pode ser discutido, sim.
    desde que se respeite a opinião - por mais que se discorde dela - da outra pessoa.

    no ftitar dos ovos, se cê for analisar verá que política, religião, tudo é meio futebol.
    somos passionais até com Deus (qualquer Deus).




    ResponderExcluir
  13. Vivian amei o texto, a forma como vemos as coisas reflete diretamente em quem somos e nas nossas opiniões. Adoro boas conversas, controvérsias e divergências.
    Mas infelizmente conheço pouquíssimas pessoas que tenham de fato tolerância, respeito e uma dose mínima de "Bom censo" para discutirmos assuntos como os já citados a cima...rsrsrs...Para uma boa discussão e' necessário ter ótimos argumentos e para isso e' necessário "pensar"... não vejo uma sociedade de "pensadores" sendo formada no nosso Pais. Vejo cada dia mais o numero crescente de pessoas que aceitam tudo que parece fácil e agradável aos ouvidos e aos olhos, que não questionam nada e submetem-se cada vez mais aos excessos, inútil e fútil da mídia. Quando confrontados ou contrariados em algum momento da vida, essas pessoas se tornam ásperas, agressivas e ate mortais...

    ResponderExcluir
  14. Vivian amei o texto, a forma como vemos as coisas reflete diretamente em quem somos e nas nossas opiniões. Adoro boas conversas, controvérsias e divergências.
    Mas infelizmente conheço pouquíssimas pessoas que tenham de fato tolerância, respeito e uma dose mínima de "Bom censo" para discutirmos assuntos como os já citados a cima...rsrsrs...Para uma boa discussão e' necessário ter ótimos argumentos e para isso e' necessário "pensar"... não vejo uma sociedade de "pensadores" sendo formada no nosso Pais. Vejo cada dia mais o numero crescente de pessoas que aceitam tudo que parece fácil e agradável aos ouvidos e aos olhos, que não questionam nada e submetem-se cada vez mais aos excessos, inútil e fútil da mídia. Quando confrontados ou contrariados em algum momento da vida, essas pessoas se tornam ásperas, agressivas e ate mortais...

    ResponderExcluir