Manifestações: qual é o Brasil que você quer morar e o que você vai fazer por isso?

sexta-feira, junho 21, 2013 Vivian Loreti 11 Comments



Todo o país tem acompanhado as manifestações que têm acontecido ao longo de todo o Brasil nas últimas semanas. No início, pelo aumento das passagens dos transportes públicos e, agora, marcadas pela heterogeneidade de pautas reivindicadas.

Em todas elas, em cada canto do país, em cada cartaz erguido, cada rosto pintado, cada grito de força, o assunto - apesar dos coros miscelâneos - é único: o respeito político com a população.

Embora a maioria esmagadora do meu círculo social seja a favor dos protestos, há uma pequena parcela que se mantém oposta ao ato público pelos nossos direitos. Nossos: os meus, os seus, os de quem discorda, os do Pelé e do Fenômeno. Muito embora seja de conhecimento quase unânime que não se trata apenas dos R$ 0,20, esta parcela discordante se mantém contrária pela falta de. Isso porque eu - bem como 80% dos brasileiros - pego ônibus diariamente e, em suma, é nele que escuto as mais diversas formas de oposição. Por isso, meus caros, recuso a acreditar que todos achem justo o valor alto e surreal de um serviço tão pobre e sucateado. Pobre, não pelo conteúdo transportado - vidas. Pobre mesmo, de respeito. Por isso afirmo: àqueles que se mantêm opostos aos seus próprios direitos, falta informação.

Concordo que manifestação bem feita, é aquela que arrasta multidões pelas ruas. Democracia é isso: é o direito de ir e vir, discutir e reivindicar, falar e ouvir sobre o que bem entender. Essa é a parte mais bonita de toda a coisa: eu peço por mim e por você. Se discordo de projetos que prometem curar o incurável, pois nem ao menos necessita de cura por não se tratar de uma doença, estou também zelando por você. Por seus amigos, seus direitos, sua família. Se luto pelo fim de gastos excessivos com esporte, quando os hospitais dão seus últimos suspiros, estou lutando também por você. Pelos seus filhos, seus pais. Se grito o fim da corrupção, grito também por você. Pelo seu bolso, seu trabalho, seu suor. Mas não é porque eu posso ir às ruas que você também vai poder; e esse é o momento de usar toda a gama de informações a nosso favor. Ainda que de casa, participe! Por você e por todos nós.

Mas, antes de mais nada, reflita. Cobre dos políticos, cobre da sociedade e de si mesmo, principalmente. Qual é o Brasil que você quer morar? Livre de corrupção, certamente. Longe de roubalheiras, injustiça, jeitinhos, pizzas e falcatruas, posso apostar. E o que você você vai fazer por isso?

Se eles não podem, você também não. Senão vira reflexo e toda a mobilização de nada servirá. Sabe aquele Gatonet? O gatinho na luz, os cinquentinha por ter esquecido o cinto, a fila de ônibus que foi furada, o jogo pirateado? Finge que ninguém viu, apaga tudo e começa de novo. Mas dessa vez, aproveite as mudanças e faça o que é certo. Me responda, agora: qual é o Brasil que você quer morar e o que você vai fazer por isso?







You Might Also Like

11 comentários:

  1. Vivian,
    Sinceramente não entendo como tem pessoas que se opõe aos protestos ou que são contra.
    Eu sou contra a violência, sou contra qualquer atitude de depredação. Mas o direito de se manifestar, de erguer a voz e protestar é algo que tem de estar na consciência de todos nós.
    A pergunta que você fez é mesmo bem interessante. Temos que escolher quais as brigas pelas quais vale a pena lutar, e com certeza não podemos nos conformar com atitudes que fazem é destruir o povo.

    Um beijo Vivian.

    ResponderExcluir
  2. Acredito que a grande mudança que todos esperamos e queremos só acontecerá quando a mudança de pensamento coletivo mudar. É preciso se pensar no bem comum, no melhor para o todo, deixar de lado a visão individualizada que temos, participar da politica, conhecer e cobrar dos representantes que elegemos, sem isso não adianta protesto, não adianta ir pras ruas.

    ResponderExcluir
  3. Eu não posso ir nos protestos, mas gostaria de estar lá. Estão pensando em fazer um na minha cidade, mas eu não vou. Não porque não quero, mas já ouvi gente demais falando que quer ir pra "quebrar tudo". Principalmente adolescentes. Detesto vandalismo. Não gosto nem da palavra. Iria, mas por causa de um ou outro que não leva a sério as coisas acabam virando bagunça.
    Sou totalmente a favor dos protestos, desde que sejam feitos de forma pacifica.
    Bom, gostei do seu texto. É uma boa pergunta a que você fez ^^

    ResponderExcluir
  4. Eu super apoio os protestos, mas acho que está faltando um pouco de organização. É claro que lançaram uma pauta com cinco causas do protesto, ma snão seria o caso de protestar uma coisa de cada vez ? Cade os líderes disso, a movimentação política ? Ir as ruas é lindo, da aquele sentimento de esperança, mas cade o povo recebendo alguma moral dos políticos ? O povo está se esquecendo de que só uma parte do Brasil acordou, os eleitores dos partidos que estão no governo ainda não entenderam bem o que estamos querendo com tudo isso, porque eles ainda assistem a globo e a sbt e leem esses jornais que insistem em dizer que é tudo por vinte centavos. Acho legal os logs falarem sobre isso, sobre como estamos lutando pelo fim dessa roubalheira toda. Porque uma revolução só acontece de verdade quando o povo tem consciencia pelo que está lutando
    Beijos
    barradosno-baile.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu concordo, precisa haver maior organização sobre as reivindicações. Mas note que esse é o momento em que essa geração que nunca foi capaz de entender a força que sempre teve, está acordando. E as pendências são tantas que urge o sentimento de raiva e isso se transforma em um milhão de pessoas na rua, lutando por aquilo que sempre foi delas, mas que elas nunca souberam como ter de volta.

      Ainda precisa de ajustes, mas está acontecendo. E isso me enche de orgulho!

      Excluir
  5. Certíssima... e somos responsáveis por levar adiante o nosso direito, o que é nosso. Eu acho que somos "novos" nisso tudo, entendo as críticas em relação os protestos, mas estamos engatinhando. Já demos o start.
    Um beijo,
    Re.

    ResponderExcluir
  6. Acho que nosso país é o reflexo de quem nele mora, não são apenas os governantes. Nós com nosso jeitinho brasileiro acabamos influenciando na impunidade e no descaso. Mas agora parece que o povo cansou de ficar vendo novela e BBB, apoio muito o movimento, mas espero que isso chegue nas urnas, pois de nada adianta ir às ruas hoje e ano que vem continuar tudo como está. :)

    http://camilando.com/

    ResponderExcluir
  7. Sou muito a favor dos protestos, eu mesma fui às ruas, mas de nada adianta as pessoas protestarem se continuarem a agir como sempre. A questão é a mudança de atitude.
    Temos que mudar nossa forma de ver as coisas, procurar ser íntegros.
    O famoso "jeitinho brasileiro" é a pior forma de ação que um povo pode ter, e entretanto, está aí em meio a toda essa revolução.
    Se o povo não mudar, ninguém poderá fazer milagres.
    Beijos

    www.meumeiodevaneio.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi! Tô retribuindo a visitinha flor. Amei seu blog, estou seguindo e vou acompanhar o blog a partir de agora.

    Muito bom o post, eu super apoio e concordo com muito do que voce disse!

    Beijokas
    escolhasliterarias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Vivian, é o seu primeiro texto que leio e gostei bastante. Tenho escrito vez ou outra no meu blog sobre os protestos e o que tenho reparado é que o foco está se dispersando. Já foi dito aqui nos comentários que precisamos mudar a nossa postura política para que tenhamos o Brasil que queremos, e todos nós sabemos que isso demora. Eu acredito fielmente que é o início de uma nova mentalidade.

    www.cordeiroyuri.wordpress.com

    ResponderExcluir
  10. Olá Vivian. Este é seu primeiro texto que leio e gostei bastante. Como já foi dito nos comentários e é o que eu tenho dito no meu blog, acredito fielmente que este é o início de uma nova mentalidade política/social. Nenhuma mudança virá na velocidade que se espera (infelizmente), mas o mais importante foi feito: o primeiro passo foi dado!

    Ótimo post, estarei acompanhando.

    www.cordeiroyuri.wordpress.com

    ResponderExcluir