Morando sozinha

terça-feira, julho 02, 2013 Vivian Loreti 14 Comments


Esse mês faz um ano que eu deixei a casa dos meus pais para morar em outro bairro com o meu namorado.
Tudo aconteceu muito rápido e exatamente como deveria ser. Pra quem não sabe, o Lucas é pernambucano e se mudou para o Rio de Janeiro para conhecer a mulher da vida dele transferido pela Marinha. Se matriculou na faculdade de Psicologia e quem estava lá? Pois é. Conversa vai, conversa vem, trabalho vai, trabalho vem e já estávamos apaixonados! Namoramos por um bom tempo enquanto ele morava em um muquifo apartamento na Gamboa, região próxima ao centro do Rio. O lugar era tão ruim exótico, que quando nos mudamos eu jurei que não voltaria mais naquelas terras! rs

Então, juntamos o útil ao agradável! Conversamos e pensamos bastante sobre o assunto, pedimos conselhos aos amigos e familiares e resolvemos nos mudar. Procuramos casas em vários lugares e encontramos uma boa casa em um bom bairro, por um precinho bacana. E, depois de um ano nesse mundo novo, ainda estou me acostumando e amando cada segundo. Eu não sabia que morar sozinha (nesse caso, sem os meus pais e com o meu namorido) era tão bom!

Pra quem está pensando em se aventurar ou está embarcando nessa agora, vou deixar algumas dicas preciosas que mudaram muito a forma de adaptação e melhoraram bastante a convivência:




01) À procura da casa perfeita.



Prepare-se, porque essa vai ser a parte mais gostosa e também a mais trabalhosa da brincadeira. Isso porque você vai precisar de muita pesquisa e paciência pra achar a casa perfeita.

♥ Pra encurtar o caminho: estabeleça valores. Calcule os valores recebidos por mês e quanto você pode pagar em contas (luz, água, aluguel, etc) e tire uma média de quanto você poderá gastar somente com o aluguel. Assim, saberá onde procurar e isso refinará muito o seu trabalho.
Sempre faça visitas, nunca feche um contrato sem conhecer o local e a vizinhança. Aproveite pra perguntar aos vizinhos o que eles acham da região, se costuma a alagar com a chuva, se há comércio por perto e etc. Ninguém quer ver os seus móveis sendo levados pela enchente, certo?

02) Contrato fechado, mão na massa!



Você já tem um teto e isso é ótimo. Mas agora você precisa decorar a sua casa e fazer pequenos reparos, caso necessário. Esse é o momento da pesquisa e do vamos ver. Saiba que sair de casa não é nada barato. Você vai precisar de móveis, eletrodomésticos, eletrônicos e das pequenas coisas, como talheres, potes e etc que, pasmem, são, no total, um dos maiores ofensores do seu cofrinho.

Pesquise lojas de bairros, lá costuma ter muita coisa boa e barata pra decoração (como porta-retratos, vasos, enfeites, quadrinhos) e não tenha medo de lojas grandes como Tok & Stok e Imaginarium. Dá pra encontrar muita coisa divertida e bonita por um preço justo.

Dê um chá de casa nova! Chame as amigas, faça comidas gostosas e organize algumas brincadeiras. Além de divertido, é sempre bom ganhar uns presentinhos pra esse comecinho de casa nova.

03) Contas.


Você se mudou e está tudo lindo, até chegar o final do mês e a chegada das inúmeras cobranças. Mas acalme-se, nada disso é um bicho de sete cabeças: é uma questão de organização.

Crie uma agenda ou, como eu faço, uma pasta com planilhas para guardar todos os proventos e descontos do mês. Destaque quanto você ganha e todas as contas que você precisa pagar. Separe por mês e, assim, você saberá quanto poderá gastar sem afetar os seus compromissos financeiros.

Deixe boletos em locais de fácil acesso e visibilidade, como por exemplo, a porta da geladeira ou o mural de recados.

04) Organização.


Você já tem um teto, já tem os móveis, mantém as contas em dia, então agora é só manter tudo no lugar!

Crie um mural de recados. Isso é muito importante porque não há ninguém pra te lembrar dos seus compromissos, além de você mesma. Além disso, se você dividir a casa com alguém e criar este hábito, irá se safar de muita briga e desentendimentos.

Estabeleça dias da semana para a faxina.

Mantenha contato com quem você ama, pra afastar a solidão. Sair de casa dá nisso: muitas noites sozinha, doenças e carências. Mantenha contato, procure estar perto dos seus amores. Sejam amigos, familiares ou namorado.

05) Emergências 


Passar mal já é ruim, sozinha então, é de matar! Assim que me mudei, estávamos num estresse tão grande que o Lucas surtou! Todas as ziqueziras do mundo resolveram aparecer nele. Febre, dor de cabeça, tremeliques, dor de dente. Um belo dia ele acordou de madrugada, gritando e tremendo muito, sem parar. Parecia que estava sendo eletrocutado. Pedi ao meu pai pra nos levar ao médico às 5h da manhã, horrorizada, com muito medo mesmo. Ia ficar viúva, meu Deus?! Uma bateria de exames foi feita e, no fim, não foi encontrado nada. O médico disse que era estresse. Trabalhamos nisso, resolvemos as pendências e tchanam, tudo está mais leve agora. Mas esse episódio me deixou muito pensativa e vi que não tinha uma caixinha de emergências em casa!

Tenha uma caixa de primeiros-socorros. Gaze, Merthiolate, algodão, remédios para alergia, dores de cabeça, dores musculares, anti-térmicos, mel com própolis, vitamina C e termômetro são coisas indispensáveis em uma casa.

♥ Telefones úteis:

- Ambulância / Serviço Público de Remoção de Doentes: 192
- Corpo de Bombeiros: 193
- Defesa Civil: 199
- Polícia Militar: 190

Nesse link você pode encontrar vários telefones por estado, como companhias elétricas e etc.


Por hoje é só! Gostaram das dicas?

Bisous





You Might Also Like

14 comentários:

  1. Ai amei as dicas! Estarei me mudando em janeiro, mas nao para outro bairro e sim para outra cidade! Eu, meu irmao, meu namorado e a prima dele. Vamos todos sair de Friburgo pra ir fazer faculdade no Rio! Essas dicas ja ajudaram muito. Estamos a procura de apartamento, algumas opçoes ja mas é tao complicado fazer a escolha ne?

    Beijokas
    escolhasliterarias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal, vai pro centro mesmo? Eu costumava a ir sempre pra Friburgo, adoro a cidade :)
      Acho a escolha da casa uma das coisas mais complicadas de se mudar. Mas no fim vc acaba se sentindo no The sims, rs. Sério!
      Beijão

      Excluir
  2. Foram dicas muito boas mesmo, eu faço cursinho e no final do ano pretendo me mudar para a cidade onde estiver a faculdade que eu passar e analisando a vida dos meus amigos que estão morando fora por conta da faculdade eu decidi não morar em república, parece que isso não e pra mim hahaha dá um medo enrome só d epensar em morar sozinha e se virar com tudo, não que eu vá desistir, pelo contrário, dá ainda mais vontade de tentar.
    Beijos
    barradosno-baile.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tenho vários amigos que já mudaram pra repúblicas e não se adaptaram. Eu acho melhor com uma amiga, namorado ou sozinha, acredito que seja mais tranquilo de conviver.

      Beijão

      Excluir
  3. Acho que a parte de orçamento é o mais complicado de se organizar! Eu sempre tive uma visão meia romântica de morar sozinha, acho que era por que a minha casa vivia cheia, eu sentia muita necessidade de ter um cantinho meu, meu espaço, sossego e tal. Mas, agora que tenho a minha casa, o meu cantinho, sinto falta da casa cheia, das conversas e brincadeiras, das zoações dos meus irmãos, tanto que não saio da casa da minha mãe!! principalmente nos fins de semana quando junta toda família!!! rs
    Mas é bom morar sozinha, sentir a independência, ate pra gente compreender muitos dos concelhos e broncas dos pais, hoje em dia eu entendo muito mais meus pais, e os concelhos e broncas, amadureci muito!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No começo eu vivia na casa da minha mãe! Não conseguia dormir sozinha, ficar sem o almoço familiar dominical, rs. Mas hoje em dia eu tô mais tranquila, menos dependente. É tão bom, né?! Não quero outra vida kk
      Beijos

      Excluir
  4. Que linda sua história!!! E quantas dicas interessantes! Até eu que já casei há mais de um ano anotei várias coisas rsrs
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haha obrigada, Soraya!!!
      É, eu tb! Adoro saber as experiências das pessoas pq assim dá pra aprender tb :D
      beijão Sosô!

      Excluir
  5. Adorei as dicas! :D
    Como você faz essa planilha? Sou tão enrolada com os meus gastos - embora já tenha melhorado muito!

    Bateu uma vontade louca de morar sozinha agora! :X

    Um beijo,

    http://algumasobservacoes.blogspot.com/
    http://escritoshumanos.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A planilha é no excel, com uma fórmula pra somar e mostrar a diferença do resultado descontado. Depois eu disponibilizo aqui pra baixar, se vc quiser.
      Ela me ajuda há alguns anos já, rs.

      Beijão

      Excluir
  6. Ótimas dicas, tem de se organizar mesmo se não as contas pegam né

    bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Putz, nem me fale! O mal do final do mês, rs.
      Beijão

      Excluir
  7. Meu sonho é morar sozinha. Mas acho que ainda não estou 100% pronta para dar esse passo.
    Ótimas dicas!

    ResponderExcluir
  8. he.he.he, ótimas dicas mesmo. Este ano aconteceu o inverso comigo. Por questões da saúde na família eu tive que vir morar com o meu irmão e minha mãe para ajudar o meu irmão (meu mundo caiu) preciso voltar a morar sozinho, urgente.

    ResponderExcluir