Das coisas que eu nunca disse

/
2 Comments

Desculpe me calar quando tudo que você queria era uma resposta.
Desculpe fazer das coisas simples grandes negócios e me desesperar feito louca com as irrelevâncias.
Desculpe exigir que você seja uma cópia de mim mesma e te preocupar com minhas próprias frustrações. Você não merece o peso de ser quem não é.
Desculpe deixar tantas responsabilidades nas suas costas. São fardos meus, não seus. Se me falta tempo ou coragem, não é você que deve se culpar.
Desculpe te deixar esperando no ponto de ônibus, na porta de casa, no telefone. O ponteiro nunca foi o meu melhor amigo.
Desculpe te deixar por um fio — por bem ou por mal. Às vezes meu lado negro gosta de pregar peças nas pessoas que amo.
Desculpe não agradecer pelo que faz por mim. Ninguém me entenderia assim tão bem quanto você.
Desculpe as coisas que eu nunca disse.
Eram de coração.





                                                                                                                  Facebook Twitter Flickr



You may also like

2 comentários:

  1. Que delícia chegar e ver atualização.
    Este texto me lembrou um que escrevi certa vez, chamado "Desculpe se não sou perfeita". Acho que chega um momento em que as cobranças são tantas, que as costas doem.
    O mundo dói.
    Complicadíssimo. Mas, ainda assim, belo!

    Um beijo,

    Algumas Observações
    Teoria, Prática e Aprendizado
    Nosso Clube do Livro

    ResponderExcluir
  2. Alguém disse que viver é não ter que pedir desculpas, mas eu discordo. Quando pedimos desculpas, reconhecemos erro e imperfeições e temos a chance de crescer como ser humano. Belo post!
    Bj e fk c Deus.
    Nana
    http://procurandoamigosvirtuais.blogspot.com.br

    ResponderExcluir